Nesse arquivo velho…

Um pouco sobre Ciência da Computação, áreas afins e não tão afins.

A redação pelo parágrafo – Parte 7: Revisão dos parágrafos

leave a comment »

Revisar o trabalho escrito é muito importante, pois é preciso ter cuidado e paciência para revisar várias vezes, cortar, acrescentar e modificar o texto. A revisão deve observar vários ângulos como a verificação do material informativo, a clareza, a concisão, a gramática e o estilo.

Na primeira leitura, os escritor deve considerar a quantidade de informação do texto. Assim, a falta de informação ou o excesso devem ser verificados pelor escritor. “O bom escritor enche de papel mais o próprio cesto de lixo do que a cabeça dos leitores.

Em seguida, a clareza na comunicação do conteúdo e na forma pode ser obtida a partir de ideias bem elaboradas e claras. Caso contrário, raciocínios desconexos devem ser removidos e vocábulos e expressões imprecisos ou ambíguos devem ser substituídos.

Depois, para dar concisão à revisão, o escritor deve evitar a prolixidade (pleonasmo, construções digressivas, verbos diluídos, expressões preposicionadas), cortando palavras ou frases desnecessárias. Por isso, a obra deve estar enxuta para poupar o tempo do leitor.

Para evitar erros gramaticais é necessário o estudo periódico da gramática.

Por fim, o estilo da redação melhora se os pensamentos forem claros e bem organizados. Algumas técnicas para o escritor produzir texto mais conciso e claro:

1) Voz passiva: eliminar o uso da voz passiva para dar força ao verbo. A voz ativa é mais clara, completa e concisa. É mais forte dizer: “Celso matou a onça” do que “A onça foi morta por Celso”.

2) Estilo telegráfico: evitar o estilo telegráfico com ideias picadas e mal especificadas.

3) Eufemismo: eliminar o eufemismo (tentativa de tornar mais suave uma situação difícil) pois não é objetivo e até piora a situação. Exemplos: ele passou desta para outra vida (morreu); os desprivilegiados ou carentes neste mundo (pobres).

4) Clichês: evitar o uso de clichês, pois frases estereotipadas e fantasiosas demonstram falta de originalidade. Exemplos: campos verdejantes; carruagem do tempo; céu infinito; cortina de ferro; dramática situação; forte como touro; ironia do destino; nas duas vertentes; por incrível que pareça; primeiro e único; rua da amargura; sem sombra de dúvida; silêncio sepulcral.

5) Eufonia: manter a eufonia (harmonia dos sons) e evitar a cacofonia (encontro de vocábulos com som desagradável e com duplo sentido). Exemplos: ela tinha (é latinha), boca dela (cadela), uma mala (mamá-la).

6) Linguagem técnica: usar linguagem técnica para comunicar ideias a leitores com a mesma especialidade e, ser flexível e usar bom senso com os leigos.

7) Artigo: os artigos definido e indefinido servem para enfatizar e devem ser usados com precaução, cortando o desnecessário. Exemplo: O aluno tira um grande proveito da lição (com indefinido). O aluno tira grande proveito da lição (sem indefinido).

8.) Possessivo: evitar o uso desnecessário do possessivo, acompanhado ou não de artigo, pois torna a frase ambígua. Exemplos: O pai carregou o seu filho (com possessivo). O pai carregou o filho (sem possessivo). O estudante pegou seu livro na estante (com possessivo). O estudante pegou o livro na estante (sem possessivo).

Na revisão do parágrafo, o escritor deve atentar para: tamanho, unidade, coerência, consistência, concisão, ênfase, métodos de desenvolvimento e parágrafos introdutórios e conclusivos. Dessa forma, o escritor terá condições de responder:

1) Adaptei o tamanho dos parágrafos ao formato do veículo de comunicação e aos leitores?
2) Os parágrafos estão divididos de acordo com a lógica?
3) Os parágrafos variam de tamanho, para dinamizar o texto e valorizar as ideias mais importantes?
4) Cada parágrafo contém a mesma ideia central do parágrafo introdutório, mantendo a unidade do texto?
5) Em cada parágrafo domina o período tópico, do qual derivam as ideias secundárias?
6) Houve variedade no desenvolvimento dos parágrafos?
7) Foram utilizadas palavras ou expressões transicionais para ligar períodos e parágrafos?
8.) Posicionei as ideias principais no começo ou no fim dos parágrafos?
9) Foram utilizadas palavras e frases concisas para expressar as ideias?
10) O estilo adotado no início manteve-se até o final do texto?

Bibliografia: Figueiredo, Luiz Carlos. A redação pelo parágrafo. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1999.

Written by Rafael Vivian

26/01/2011 às 10:15

Publicado em Redação

Tagged with , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s